Mariela Castañón: “Sigo acreditando no jornalismo humano”

Tradução do Eduardo Vasco, Diário Liberdade Mariela Castañón é uma jornalista comprometida com a infância e juventude do subúrbio, uma das poucas que na Guatemala sentem e fazem seu o compromisso de denunciar o abuso sistemático que sofrem. Dá voz a essas pessoas invisíveis para os direitos humanos mas perfeitamente visíveis para o abuso. Tive a oportunidade de realizar uma breve entrevista em torno do tema do Hogar Seguro [centro de “acolhimento” para jovens em situação vulnerável, nos arredores da Cidade da Guatemala, onde houve um incêndio em 8 de março de 2017 (NT)] e sua investigação nas denúncias de…

Continuar leyendo…