Cuba apesar da abstenção

Sígueme en https://telegram.me/cronicasdeunainquilina

Revista Diálogos do Sul, Brasil

Que não nos confunda a abstenção de Estados Unidos e Israel diante do bloqueio a Cuba, não há nada a comemorar, isso não significa grande coisa. Que é um avanço, claro que é, mas, nessa altura do jogo não contribui. O que importa, o que realmente conta e o que transforma, é que Estados Unidos elimine a Lei de Ajuste Cubano e o bloqueio econômico, comercial e financeiro contra Cuba. Não só também tem que responsabilizar-se pelas perdas milionárias que causou a Cuba e devolver imediatamente à ilha o terreno ocupado ilegalmente pela base naval de Guantánamo. Isso pra começar.

Pra que serve o voto na ONU se fica só no papel e se arquiva? Para os Estados Unidos isso entra por um ouvido e sai por outro tudo o que já foi manifestado pela ONU, seja a favor de Cuba, ou Palestina, exaustivamente demonstrado nas últimas décadas.

Se Obama reconheceu o fracasso do bloqueio a Cuba, por que EUA não assume liquidá-lo? Não é de se estranhar esse jogo duplo entre os partidos Democrata e Republicano, porque o Democrata diz que o bloqueio continua pelo apoio do partido Republicano, mas apoiou sem titubear o decreto contra Venezuela, firmado pela segunda vez por Obama. Há que andar como quem pisa em ovos, nos Estados Unidos não se pode acreditar.

Aplaudir a abstenção de Estados Unidos e Israel que ao mesmo tempo um executa um genocídio na Síria, outro na Palestina. Que valor tem essa abstenção? Vejamos as coisas como elas são. Cabeça fria para analisar essa fumaceira que fala de reconhecimento de relações mas que naquilo que é vital, o bloqueio, nada.

Por que continua em vigor a Lei de Ajuste Cubana? Do que adianta reconhecer o trabalho humanitário dos médicos cubanos que enfrentaram o ebola na África, se ao mesmo tempo continua a oferecer residência para que deixem de apoiar a revolução. E aí vão viver nos EUA e trabalhar instalando ar condicionado e fazer manutenção em shopping center, como a maioria dos cubanos que estão fora do país? Para que EUA necessita que os médicos cubanos deixem os trabalhos humanitários?

Como é possível que EUA fale da inexistência de direitos humanos se mantém um centro de tortura na base naval de Guantánamo, em terreno usurpado à ilha? Fala de um abuso ao povo por parte da Revolução, porém, que maior abuso que o bloqueio que é um genocídio permanente que nenhum outro país do mundo teria aguentado como Cuba aguentou? O bloqueio a Cuba é uma bofetada na humanidade inteira. É uma cuspida na cara. É pretender liquidar com os benefícios da inclusão, com nossa cultura, nossa consciência social e mais que tudo com nossa memória histórica e nossa identidade. É pretender esmagar nosso sentido de pertencimento como latino-americanos.

Um dos maiores desgostos de EUA é que Fidel esteja vivo e tenha 90 anos (e uma lucidez surpreendente) que continue sendo a luz que ilumina a América Latina, e os povos do mundo Que continue sendo exemplo de consciência e consequência humana e política. Que seu povo que é nosso, continue defendendo a revolução e seja exemplo de humanidade no planeta. Não, contra isso nenhum dinheiro, nenhum capital, nenhum investimento milionário em mediatização mundial que manipule a informação. Nenhum bloqueio contra a revolução cubana.

Os povos do mundo exigimos que se levante o bloqueio a Cuba e se respeita a vontade do povo cubano. Eles optaram pela revolução e seguir o caminho de José Martí. Estados Unidos não tem o direito sequer de opinar sobre políticas que não lhes dizem respeito e muito menos intrometer-se.

Aqui dentro de suas fronteiras há pobreza e miséria, exclusão e opressão. Que se ocupe de seus problemas e política interna. Aqui estão os povos nativos exigindo que se respeite seus territórios e a água de seus rios. O que faz o governo é oprimir e levantar falsas acusações, encarcerar a seus líderes. Tal como fizeram com Óscar López por pedir a libertação de Puerto Rico. O mesmo que fizeram com a reconhecida jornalista Amy Goodman, acusando-a por ter realizado trabalho informando sobre o que ocorre no Dakota do Norte com os abusos nos territórios dos povos nativos

Aqui dentro de suas fronteiras quem muito o que fazer pelo resto da vida. Que deixem Cuba em paz e comessem a pagar o 700 milhões de dólares por perdas causadas à ilha pelo letal bloqueio. Cuba é nossa, estamos com Cuba, e exigimos o fim do bloqueio, a eliminação da Lei de Ajuste Cubano e a devolução de Guantánamo.

E par todos aqueles que se deixam levar pelas manipulações mediáticos, façam com que saibam: Estados Unidos invade países, envia exércitos para exterminar povos em desenvolvimento. Cuba ao contraria envia médicos para salvar vidas. Apesar do bloqueio tem suficiente humanidade para preparar médicos em lugar de soldados. Só com isso deveria ser suficiente para sustentar nossa posição e defender Cuba de toda investida capitalista. Fora isso é dupla moral.

Se você pretende compartilhar esse texto em outro portal ou rede social, por favor mantenha a fonte de informação URL: https://cronicasdeunainquilina.com/2016/11/01/cuba-apesar-da-abstencao/

Ilka Oliva Corado. @ilkaolivacorado contacto@cronicasdeunainquilina.com

Responder

Introduce tus datos o haz clic en un icono para iniciar sesión:

Logo de WordPress.com

Estás comentando usando tu cuenta de WordPress.com. Cerrar sesión / Cambiar )

Imagen de Twitter

Estás comentando usando tu cuenta de Twitter. Cerrar sesión / Cambiar )

Foto de Facebook

Estás comentando usando tu cuenta de Facebook. Cerrar sesión / Cambiar )

Google+ photo

Estás comentando usando tu cuenta de Google+. Cerrar sesión / Cambiar )

Conectando a %s